Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a gata da porteira

a gata da porteira

27
Dez20

a ourives

É feia e gorda, feia, de alto a baixo, magra só da cintura para cima, aquilo a que os humanos apelidam de falsaa magra. Fica gira nas fotos de perfis para o facebook, se apontar só para cima, apontando para baixo é gorda, muito  gorda, mas até que é fina, porque vende uma joias, tipo bijutaria em metais e pedras preciosas. Usa zircónias, diamantes com e sem sangue, ónix, esmeraldas, rubis, topázios, éguas marinhas, prata. oiiro rosa, amarelo e branco, parata doirada, e outros minérios... Dizem-me que volfrâmio, nem por isso.

O ourivesaria dela situa-se ali, junto à churrasqueira, perto do quiosque dos jornais, como quem vai para as docas e volta no sentido proibido, na rua pedonal.

É a Sara, que até tem uma filha Marilyn, só que a Marilyn ainda saiu mais morena do que a original. O desgosto da mãe que queria uma rebenta loira, muito loira, sendo ela preta de cabelo escadeado, mais o marido, que até é muito mais bonito do que ela, e uma das amantes do que até é arruivado de olhos verdes a tirar para o avelã. Digamos que lhe saiu o tiro pela culatra.

Onde não lhe saiu o tiro pela culatra, foi nas multi viagens que fez e faz, à custa da carteira do bombeiro, um dos seus amantes; já viajou por Barcelona, Nazaré de Portugal, Portmão (há só um), Berlim, Nice, London, Maurícias e por aí fora. Até se esconde por ser muito feia e gorda e para não dar nas vistas mais as joias de criação e os relógios ómega que as putitas do bairro vão comprar. Veste sempre de preto para distrair as atenções das gorduras viscerais. Não há almoços grátis, dizem elas, muito bem dito.

Aliás, quem sou eu, gata da porteira para contradizer, até estou a digerir, pois o jantar da minha dona estava, para não variar, uma verdadeira delícia, e o meu segundo órgão preferido é o estômago, como todos sabem, queridas e queridos leitores.

Mais sobre mim

Mensagens

Sou gata e, como tal, duvido que algum ser humano queira copiar ou tomar como suas as palavras que aqui escrevo. Contudo, se tal facto vier a acontecer, não te esqueças, humano, de mencionar a fonte onde foste beber a tua inspiração: em casa da gata da porteira.
Se non è vero, è molto ben trovato
G. Bruno, Gli Eroici Furori

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D